sexta-feira, 16 de março de 2007

Media Release - New party’s name is misleading and deceptive

FRENTE REVOLUCIONÁRIA DO TIMOR-LESTE INDEPENDENTE
FRETILIN


Media Release 16 March 2007

New party’s name is misleading and deceptive

A new political party which, media reports say, will be led by Timor-Leste (East Timor) President Xanana Gusmao, has deliberately been given a misleading name in order to confuse and deceive voters, Fretilin Secretary General Mari Alkatiri said today.

Dr Alkatiri said Fretilin would take legal action based on East Timor’s constitution and laws to prevent the use of the name “National Congress of Timorese Reconstruction”, with the acronym CNRT.

“Use of CNRT is an opportunistic and cynical attempt by the party’s founders to associate it with the former resistance organisation, the National Council of Timorese Resistance also known by the acronym CNRT,’ he said.
“When more than half the electorate is illiterate, there is a moral obligation on all parties to be transparent and unambiguous in their identity, campaign messages and policies.”
Dr Alkatiri added there was reason to suspect that President Gusmao was delaying the announcement of a date for parliamentary election in order to give his new party more time to get organised.“
If this is the case, it is a clear abuse of power by the president,” he said.The National Council of Timorese Resistance, initially known as the National Council of Maubere Resistance (CNRM), was created by the Fretilin leadership in 1987 as a non-partisan umbrella organisation designed to involve all East Timorese political organizations in the struggle for independence from Indonesia.
When CNRM was created, the Fretilin leadership decided that Xanana Gusmao should leave Fretilin to become the leader of CNRM and it was also decided that Falintil would become the armed wing of the entire independence movement as opposed to being the armed wing of Fretilin only.
During the 1999 independence referendum, the pro-independence political parties, including Fretilin, campaigned under the name of CNRT.
“Once independence was achieved, CNRT had served its purpose and was dissolved in 2001 so that East Timorese political organisations could participate in a multi-party democracy” Dr Alkatiri said.
“We welcome the decision by Xanana Gusmao and others to form a political party and Fretilin looks forward to the up-coming electoral contest. However, it is unacceptable for any political party to seek to capitalise on the name of CNRT which is an organisation of historical significance to the people of Timor-Leste.”

Contact:
Mari Alkatiri on +670 723 0010 (Dili)
Filomeno Aleixo (Fretilin Central Committee member) +670 723 0089 (Dili)
Alex Tilman (Fretilin spokesperson in Australia) 0419 281 175

1 comments:

Margarida disse...

Tradução:
FRENTE REVOLUCIONÁRIA DO TIMOR-LESTE INDEPENDENTE
FRETILIN
Comunicado de Imprensa 16 de Março 2007

O nome do novo partido é enganador e induz em erro

A um novo partido político que, dizem relatos da imprensa, será liderado pelo Presidente de Timor-Leste Xanana Gusmão, foi deliberadamente dado um nome enganador de modo a confundir e a enganar os eleitores, disse hoje o Secretário-Geral da Fretilin Mari Alkatiri.

O Dr Alkatiri disse que a Fretilin tomará acção legal com base na Constituição de Timor-Leste e nas leis para prevenir o uso do nome “Congresso Nacional da Reconstrução Timorense”, com a abreviatura CNRT.

“O uso de CNRT é uma tentativa oportunista e cínica dos fundadores do partido para o associarem com a antiga organização da resistência, o Conselho Nacional da Resistência Timorense também conhecida com a abreviatura CNRT,’ disse.
“Quando mais de metade do eleitorado é analfabeto, há uma obrigação moral para todos os partidos de serem transparentes e não ambíguos na sua identidade, mensagens de campanha e políticas.”
O Dr Alkatiri acrescentou que não havia nenhuma razão para suspeitar que o Presidente Gusmão estava a atrasar o anúncio da data da eleição parlamentar para dar ao seu novo partido mais tempo para se organizar.“
Se este é o caso,é um claro abuso de poder do presidente,” disse.O Conselho Nacional da Resistência Timorense, inicialmente conhecido como o Conselho Nacional da Resistência Maubere (CNRM), foi criado pela liderança da Fretilin em 1987 como uma organização abrangente, não-partidária programada para envolver todas as organizações políticas Timorenses na luta pela independência da Indonésia.
Quando o CNRM foi criado, a liderança da Fretilin decidiu que Xanana Gusmão deveria sair da Fretilin para se tornar o líder do CNRM e foi também decidido que as Falintil se tornariam o braço armado de todo o movimento da independência como oposto de ser somente o braço armado da Fretilin.
Durante o referendo da independência de 1999, os partidos políticos pró-independência, incluindo a Fretilin, fizeram campanha sob o nome do CNRT.
“Uma vez alcançada a independência, o CNRT tinha servido o seu propósito e foi dissolvido em 2001 para que as organizações políticas Timorenses pudessem participar numa democracia multi-partidária” disse o Dr Alkatiri.
“Saudamos a decisão de Xanana Gusmão e outros de formarem um partido político e a Fretilin espera entusiasmada a próxima batalha eleitoral. Contudo, é inaceitável para qualquer partido político tentar capitalizar no nome do CNRT que é uma organização com significado histórico para o povo de Timor-Leste.”

Contacto:
Mari Alkatiri on +670 723 0010 (Dili)
Filomeno Aleixo (membro do Comité Central da Fretilin) +670 723 0089 (Dili)
Alex Tilman (porta-voz da Fretilin na Austrália) 0419 281 175